Curtindo Raul

Tudo o que eu me estresso com a Blockbuster online, eu curto com a Blockbuster loja física. Os filmes que eu peço pela internet, às vezes chegam, às vezes não. Daí eles dizem que o motoboy veio e eu não estava, então mando e-mail reclamando…enfim,  uma novela mexicana.

As coisas mudam quando eu resolvo levantar my fat ass da cadeira, pegar o carro e ir até a loja escolher algum filme. Tenho ido bastante, pois prometi à minha filha que se ela passasse de fase no Kumom, poderia alugar os filminhos que quisesse. Além disso, a danadinha fez a carteirinha da “Turma do sofá” que deixa pegar filmes todo mês de graça e ainda ganha brinde. Já fez a cabeça da melhor amiga e agora as duas são sócias.

Pois bem, lá elas fazem uma bagunça danada, correm por aquelas gôndolas e a festa está iniciada. Enquanto quase destroem a loja, eu me distraio com aquelas milhares de parafernálias expostas. Sempre saio de lá com coisas que eu nem queria comprar, mas acabo levando porque é muito sem graça chegar em casa só com o DVD! Antigamente havia um Subway ali do lado e eu sempre levava dois daqueles grandes, calóricos e maravilhosos sanduíches.

Bom, na falta dos sanduiches, tenho que me contentar com o que a Blockbuster oferece, assim a sacolinha volta com muitos polenghinhos, Häagen Dazs de chocolate belga, balinhas gelatinosas de ursinhos e mais alguma coisa que encontro em volta do caixa quando estou pagando. Da última vez vi uma cestinha com um solitário CD dentro. Claro que não resisti e fui ver do que se tratava: “Raul Seixas, maiores sucessos”. Bah! Não pensei duas vezes, e o melhor de tudo? Custou R$1,99.

Saí dali alegre e saltitante. Coloquei o CD no som do carro, até que… “Mamãe!! Esse é aquele tio que canta Plunct, plact zum!” E assim, escutei seis vezes seguidas a famigerada musiquinha com a Rafaella vibrando de felicidade até chegarmos em casa.  #fail

Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: