Fiat lux!

Ontem à noite eu estava estudando quando de repente ouvi um estrondo e então imediatamente a luz acabou. Fiquei daquele jeito, atônita, sentadinha em frente ao computador. Após dois minutos de xingamentos mentais, resolvi que não era o fim de mundo e iria fazer alguma outra coisa.

Mas o quê? Ver televisão não podia ser, preparar algo calórico para comer tampouco, já que estava sem microondas, forno e fogão e meu estoque de porcaritos havia acabado. Dormir, eu não tinha paciência. Depois me deu um estalo e pensei “Vou ler!”. Mas como? Estava tudo escuro e eu não tinha nem fósforo em casa. Mas não desisti. Fui tateando tudo até chegar em uma vela da Santa Paulina que comprara em Nova Trento ano passado. À luz do celular vasculhei os armários da cozinha até descobrir uma caixa de fósforo esquecida. Abri e havia um solitário palitinho crying for help.

Acendi a vela e fiquei pensando na pizza de bacon que antes de o computador apagar fora mencionada por meu amigo Eliseu no Facebook. Ele queixara-se que sua empregada adorava comer as pizzas que ele deixava na geladeira , não sobrando nada para ele. Fiquei morrendo de pena da pobre diarista, e de pensar nisso me veio o desejo de pizza. Precisava de uma.

Liguei para o meu marido e ele trouxe a minha pizza, bem fofo! Sentamos e jantamos à luz de velas, como não me lembro de ter feito há muito tempo. Eu adorei, mas confesso que se a luz não voltasse em pouco tempo, de romântica passaria à mulher mais intratável do mundo. Contudo, pouco depois Fiat lux! a energia voltou, para a sorte do Gustavo.

Antes disto fiquei jogando xadrez com minha filha. Sim, o tal xadrez do Harry Potter. Mania da vez da Rafaella, tão divertido e cheio de detalhes que fica para outro post.
Agora vou almoçar que quinta-feira é dia da Família aqui em casa e dia internacional do abandono à dieta. Um beijo, amados.

Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: