Sem essa de Traduttore-Traditore

Ontem e hoje participei de uma oficina sobre tradução simultânea na UFSC. O Professor relatou intempéries que o tradutor passa durante seu trabalho e me identifiquei com quase tudo!! Por mais preparo que se tenha, acontecerá sempre alguma coisa no meio da conferência que o deixará numa saia-justa.

O caso mais clássico, é claro, é do participante que, por conhecer ambas as línguas, quer se meter na apresentação, interrompendo, com muita má educação, a interpretação. Quando se aprende uma língua estrangeira, é preciso ler, escrever, entender e falar bem essa língua. Traduzir e interpretar são outras competências, adquiridas geralmente depois, e com muito estudo e prática.

Outro caso é quando devemos traduzir um palavrão, uma piada sem graça, ou com termos de baixo calão. O Professor exemplificou dizendo que certa vez um político brasileiro havia bebido todas e resolveu contar ao grupo de alemães uma piada de péssimo gosto com repertório chulíssimo. Nesta ocasião, até por respeito às mulheres presentes, o Prof/Intérprete pediu aos alemães: “simplesmente riam como se tivessem ouvido a coisa mais engraçada do mundo!!”.  :D

Mas enfim, resolvi escrever este post porque preciso falar que sou a personal translator de minha filhinha. Sim, a folgadinha da estrela me faz ler historinhas para ela dormir todo santo dia. Só que os livros são, em sua maioria, italianos (pq os em português ela já leu) e eu tenho que fazer a tradução simultânea. Ao contrário dos profissionais da área, não fico escondidinha em uma cabine, mas tenho que interpretar tudo na velocidade da luz, fazendo carinho, cuidando da entonação de voz, diversificando-a a cada personagem novo que aparece.

Da próxima vez que me chamarem para fazer interpretação em algum evento, já sei quem vai me ajudar a treinar! Vou inventar historinhas de criança com termos econômicos, ambientais, comerciais, náuticos e tudo mais que for preciso!

One Comment

  1. soninha
    Posted 29/09/10 at 10:29 pm | Permalink | Responder

    figura!

Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: