O marasmo pós-natalino

Daqui do morro eu observo a cidade: mormaço, sol, chuva, sempre calor. Para completar o ar condicionado pifou do nada e enchi o saco do Gu para arrumar. Eu devo ter reclamado tanto que quando olhei para o lado estava ele, munido de mil ferramentas, desmontando tudo. Chatice às vezes é bem eficiente, viu? Em 15 min eu tinha ar novamente! Aproveitamos o fresquinho para ver dvds. Hoje vimos Budapeste. Até que não é ruim, porém o livro deve ser melhor. Os livros são sempre melhores. Falando nisso ganhei da minha irmã “1000 lugares para ver antes de morrer”. A dica é visitar só 999 desses lugares  :)

Depois do almoço começa a maratona do “Mamãe, já posso entrar na água?” Isso dura umas 2 horas e a mesma pergunta é feita de 2 em 2 minutos. Façam as contas e tirem suas conclusões. Agora Rafaella está aqui na minha frente tomando banho de piscina, cantando, conversando com ela mesma. Acho incrível sua capacidade de se divertir sozinha.

Ela ganhou de Natal um cd da turma do balão mágico e quando não está na piscina, está dançando. Sem brincadeira, ontem escutamos umas 100 vezes: SUPERFANTÁSTICO! NO BALÃO MÁGICO! O MUNDO FICA BEM MAIS DIVERTIDO!!! O mais engraçado foi que ela disse: “Mamãe, será que o Papai Noel riu da minha cartinha quando viu que eu gosto dos anos 80?” Que linda! Adoro quando ela gosta do não-óbvio. Como dizia minha vovó Tella: “Mais vale um gosto do que um tosto”.

One Comment

  1. Posted 19/01/10 at 8:31 pm | Permalink | Responder

    Cara
    il libro “Budapeste” é um pó noioso… hai fatto bene de vedere il film… é molto meglio.
    buone vacanze!

Comente

Required fields are marked *

*
*

%d blogueiros gostam disto: